Foi aprovada, em novembro de 2019, a Declaração de Madrid. Elaborada no contexto do Ano Ibero-americano dos Arquivos para Transparência e Memória, a publicização simultânea em dois idiomas (português e espanhol) da declaração marca a representatividade dos falantes de português e o papel do Brasil em sua construção. O documento foi redigido a partir das discussões realizadas na Reunião de Diretores dos Arquivos Nacionais da Ibero-américa e no Seminário Internacional sobre Arquivos para Transparência e Memória, eventos que contaram com a presença do Arquivo Nacional brasileiro.

Leia a Declaração de Madrid na íntegra clicando aqui.

Fonte: Arquivo Nacional

Foto do topo: Reprodução

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

13 + 4 =