Autor: Thiago Cirne

Resumo: O ambiente informacional jurídico reserva, além de fontes contendo informações atuais, obras de caráter retrospectivo que necessitam de conhecimentos técnicos e práticas que garantam uma gestão satisfatória. O presente trabalho relaciona-se ao eixo “Bibliotecas, arquivos e museus em prol da qualidade na gestão da informação jurídica”. Ressalta o caráter especial, bem como características de raridade e importância das Coleções Francisco Campos e Octávio Tarquínio de Sousa/Lucia Miguel Pereira, incorporadas à biblioteca da Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro. Discorre sobre a relevância de seus documentos, no que tange à Memória jurídico-histórica apontando os procedimentos especiais realizados e o planejamento relacionado à gestão destas coleções. Reflete sobre a importância de práticas condizentes às especificidades documentais, diante de um número considerável de unidades de informação jurídica que salvaguardam obras de caráter especial em seus acervos.

Clique aqui para acessar o artigo!

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

1 + 6 =